Skip navigation

Realmente cheguei ao meu limite de ser tudo e não ser nada pra ninguém. Preciso dar um tempo de toda essa loucura. Cercada por tanta insanidade de uma mente pensante. Meu corpo pede um pouco mais de alma.


Muito notável todo esse apelo.


Agora apresento-lhes os fundamentos:


Gosto quando a loucura está próxima de mim, ou até mesmo quando ela faz parte de mim.

Bia Barros

Anúncios

2 Comments

  1. Pois é, se não fôssemos loucos, nem teríamos graça. Afinal, é a loucura que acelera o ritmo da música que a gente vive tocando.

  2. Ainda bem que ela nos permitiu usá-la. 🙂


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: